Prefeitura municipal de Nova Resende MG
AVISO: Todos os Processos Licitatórios até dia 31/03/20 foram suspensos

Nova Resende participa da criação do Selo de Inspeção Municipal da CIMOG

Município está no caminho certo para se tornar uma Cidade Empreendedora

Publicado em 02/07/2021
Por ASCOM

Na tarde da terça-feira (29/06), as 17 cidades que fazem parte da Associação de Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana (AMOG), se reuniram para sancionar a implantação do Serviço Regional de Inspeção Municipal (SIM), para certificação dos produtos das cidades consorciadas.

Para a regionalização, os gestores municipais da AMOG apresentaram projetos de lei para serem aprovados pelas câmaras municipais. A criação do selo de inspeção municipal, possibilita que os pequenos produtores, principalmente aqueles rurais, façam a comercialização de alimentos processados em outras cidades da Associação.

O Serviço de Inspeção Municipal também controla a qualidade dos produtos de origem animal, como embutidos, queijo, ovos, mel e doces. Monitora e inspeciona a sanidade do rebanho, o local e a higiene da industrialização, certificando com selo de garantia todos estes produtos. Também incentiva as pequenas empresas e empreendedores a saírem da clandestinidade, transformando-os em empresários da área urbana e rural, oferecendo aos consumidores alimentos com qualidade e segurança garantida.

O município de Nova Resende, que também faz parte da AMOG, encaminhou a LEI Nº 2.095/2021 e a mesma foi aprovada pela Câmara Municipal no dia 14 de junho deste ano. Representando a Prefeitura Municipal de Nova Resende, participou de forma on-line, a chefe de Divisão da Vigilância Sanitária, Solange Souza, que relatou as vantagens do serviço.

“A criação do selo de inspeção municipal, possibilita que os pequenos produtores rurais ampliem seu mercado, reduzindo a burocracia, tendo acesso à assistência técnica, sem falar no aumento da credibilidade. Já para a Prefeitura e o Município, a redução de despesas, assegurando um serviço complexo para um órgão mais qualificado, fortalecendo assim a economia local. Ao estado e à população, a desobrigação de atividades que estarão a cargo do consórcio, serviços de inspeção mais qualificados, maior segurança sanitária para a população”, completou a chefe da Vigilância Sanitária de Nova Resende.

Programa Cidade Empreendedora

O diretor-técnico do Sebrae Minas, João Cruz, apresentou o projeto “Cidade Empreendedora”, do Sebrae, que tem como objetivo a transformação local pela implantação de políticas de desenvolvimento em eixos estratégicos. Uma solução para municípios interessados em transformar a situação em que se encontram permitindo o aprimoramento do Ambiente de Negócios.

Para o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda, a parceria com o Sebrae é muito importante para a transformação do ambiente de negócios dos municípios e a consequente geração de emprego e renda.

Na AMM, é nossa luta institucional corrigir as distorções federativas e, é também uma luta nossa a qualificação da gestão. Então, temos a nossa central de qualificação e os parceiros (Estado, Tribunal de Contas e o Sebrae). Pela parceria com o Sebrae, a gente lança sementes para o futuro, criando uma cultura empreendedora para as próximas gerações. Há, ainda, a sala mineira do empreendedor, que abre portas nas nossas cidades. Aqui, hoje, vocês (da Amog, os prefeitos, pessoal da Emater) estão fazendo o lançamento do selo, que é uma forma de focar o empreendedorismo, porque vamos facilitar a inspeção sanitária para dar um selo, o produtor poder vender com tranquilidade e o consumidor comprar com qualidade. Parabéns para vocês pela iniciativa e contem conosco, pois a luta é longa”, disse Julvan.

Desde que implantou a Sala Mineira do Empreendedor, a Prefeitura de Nova Resende em parceria com o Sebrae e a Secretaria de Cultura, Turismo, Indústria e Comércio, vem intensificando as ações para aumentar a empregabilidade no município. E os resultados já estão aparecendo. Em 2020, Nova Resende abriu 120 novas empresas, já este ano, até o momento, 69 empresas já foram criadas, gerando assim, mais empregos e renda.

É um programa testado que realmente consegue trazer resultados e ele faz a integração da gestão pública com o ambiente de negócio, ou seja, ele melhora a gestão pública, deixando que o prefeito, os secretários, enfim, quem tiver à frente desse programa, ele tenha foco na sua gestão e ao mesmo tempo ele consegue fazer com a micro e pequena empresa que ela tenha bons resultados, melhorando a gestão desta”, reafirmou Lucilene Pessoni, analista do Sebrae.

O evento foi conduzido pelo presidente da Associação de Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana e prefeito de Arceburgo, Gilson Mello, contou também com a presença do presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Oliveira, de representantes de diversas cidades, incluindo prefeitos da AMOG, membros técnicos e do presidente do Sebrae, Carlos Melles.